Translate

terça-feira, 23 de outubro de 2012

5 Verdades básicas da Ação Evangelística - Por Pr. Eraldo Gueiros

Pr. Eraldo na implantação da Igreja Presbiteriana em Manari



5 verdades básicas da Ação Evangelística – Atos 8:26-40

Por Rev. Eraldo Gueiros 
(Editor do Projeto Apocalipse 1:11)*
Ao anunciar 5 verdades, de forma alguma desejamos restringir o assunto, há muitas outras verdades bíblicas acerca da evangelização. Nosso tema tem efeito apenas didático, para destacar alguns princípios extraídos do texto em questão. Vamos a eles:
1- Deus escolhe a pessoa certa para cada ação que deseja realizar!
“E o anjo falou a Felipe, dizendo: Levanta-te e vai...” vs.26
Felipe não era o único evangelista de sua época; nem tão pouco o que estava desocupado, nem ainda o mais perto geograficamente. Essas questões são muitas vezes decisivas para nós, na hora de fazermos escolhas e planejamentos. Mas esses elementos não fazem parte da lógica de Deus. Deus não está limitado a quem vai passar primeiro pelo local, ou de quem está disposto a ir. Felipe estava muito envolvido com a obra crescente que realizava em Samaria. Na perspectiva de Deus, Felipe tinha o perfil adequado para aquele serviço, por isso essa oportunidade foi dada a ele.
2- Deus conduz aquele que escolhe a fim de que esteja no momento certa da ação!
“Levanta-te e vai para a banda do Sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserto.” vs.26
Eu tenho certeza que apesar da tecnologia dos nossos dias, se Felipe usasse GPS ou colocasse essas coordenadas o Google, ele não chegaria até aquele eunuco! A descrição do lugar não é nada específica, é como achar uma agulha no palheiro. Para muitos, uma falta de especificação como essa impossibilita qualquer ação. Mas para Felipe as informações bastaram. Ele entendeu que Deus estava lhe dando apenas uma direção, porque Deus mesmo o conduziria até o lugar certo no momento certo. Precisamos questionar e obstacular menos, para que Deus nos surpreenda mais! Muitas vezes nossas maiores resistências para tomar uma decisão é não ter todas as respostas as nossas perguntas. No dia em que a tivermos, deixaremos de agir por fé!
3- Deus prepara antecipadamente o terreno que irá receber a Sua ação!
“Correndo Felipe, ouviu que lia o profeta Isaias...” vs.30
Essa é a parte mais impressionante e significativa da narração. De um lado há um servo, chamado para servir, sem saber aonde, como e a quem servir! Do outro, aquele que irá ser servido, sem saber que será servido, mas esperando o serviço! O Mordomo de Candace era um vaso precioso que precisava ser resgatado pelo Oleiro. Deus uma forma singular e maravilhosa Deus estava preparando o solo (coração do eunuco) para a semente que viria (a exposição do texto de Isaias). A ação de Felipe é de parceria, ele haveria de completar e concluir o que Deus já estava fazendo. Essa segurança é fundamental para qualquer evangelista: aonde ou a quem ele for, ele não chegará primeiro que o Espírito Santo, ele apenas completará a obra que o Espírito já iniciou.
4- Deus gerencia as circunstancias afim de que a Ação aconteça como previsto!
“E disse o Espírito a Felipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro...” vs.29
A revelação dos propósitos de Deus a Felipe foi progressiva e proporcional a sua resposta obediente. Deus não antecipou informações antes que ele estivesse preparado para recebe-las. Felipe precisou estar no lugar e na posição certa para receber as novas instruções de Deus. Quando ele chega ao lugar e o alvo aparece, Deus o apresenta e o instrui como proceder. O fato interessante é que ele não chegou atrasado nem antecipado para esse encontro. Ele não errou o alvo porque estava na dependência de Deus, que o estava conduzindo.
5- Deus determina os resultados de Sua ação!
“E disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?” vs.36
A conveniência desse oásis é algo fantástico! Ele surge no momento certo, como diria um amigo meu: Uma verdadeira Jesuscidência! A resposta do eunuco foi positiva e dentro do esperado, porque Deus estava agindo em Seu favor. Não podemos afirmar que toda ação evangelistica resultará em conversões imediatas como a do eunuco. Mas quem disse que o objetivo da pregação é exclusivamente a conversão? Quem disse que a conversão que vale é a imediata ou ainda aquela que é manifesta visivelmente?
Haverá muitas situações que a ação evangelistica deverá acontecer porque toda a humanidade deve ouvir a pregação. Haverá outras situações em que a conversão virá num processo, que se iniciará com a ação, mas que ainda se desenvolverá por um tempo na vida dos ouvintes.  
Mantenha essas 5 verdades em seu coração e tenha uma boa semana de evangelização!

* (Rev. Eraldo é pós-graduado em Missões Urbanas pelo SPN e em Missões Transculturais pelo EMM. Escritor de 2 livros publicados. Secretário Presbiterial (PCRE) e Sinodal (SSC) de Missões e Plantação de Igrejas da Igreja Presbiteriana do Brasil).

segunda-feira, 22 de outubro de 2012